Close

Não tem uma conta?

Faça seu registro!
lock and key

Entre na sua conta.

Login

Esqueceu sua senha?

Conheça os Juízes Convidados (e os jogos que eles vão avaliar!) no Concurso Faça Você Mesmo de Criação de Jogos 2013

Conheça os Juízes Convidados (e os jogos que eles vão avaliar!) no Concurso Faça Você Mesmo de Criação de Jogos 2013

Criadores e criadoras! Faltam apenas quatro dias para começarmos a bateria de avaliações dos 22 jogos que foram para a segunda fase do Concurso Faça Você Mesmo de Criação de Jogos 2013! A partir da próxima segunda serão três semanas de análises, cada uma com um grupo de jogos já determinado, e fecharemos com chave de ouro fazendo uma última rodada de avaliação dos 4 jogos mais bem avaliados nesta etapa. A terra vai tremer!

Mas enquanto essa hora não chega, vamos conhecer os oito juízes convidados que compartilharão conosco a tarefa de ler, opinar e avaliar os jogos, tornando esta etapa final ainda mais quente e diversificada!

Como comentamos desde a edição 2012 de nossa brincadeira, uma de nossas intenções era a de qualificar a avaliação e feeedback sobre os jogos concorrentes da segunda fase. Decidimos então convidar oito camaradas, que, além de sacarem muito de jogos de RPG, também se destacam por serem parceiros da Secular e terem criado algum tipo de produção ou canal interessante para o RPG nacional. Esperamos assim, simultaneamente, aprimorar ainda mais a avaliação e comentários sobre os jogos participantes, como também atrair mais atenção para os jogos e criar eventuais pontes entre pessoas legais que estão criando coisas fodas. Com tanta gente fazendo coisas espertas por aí, o céu é o limite!

Os jogos foram sorteados aleatoriamente entre os juízes, e quase todos ficaram responsáveis pela leitura e avaliação de três jogos, que será somada a avaliação dos bucaneiros da Secular. Como nunca é demais lembrar, os critérios de avaliação continuam os seguintes:

  1. Quão completo é o jogo: o jogo enviado funciona sozinho, com todos os elementos para uma sessão de jogo?
  2. Uso dos temas: o jogo faz um uso concreto e substancial de três dos seis temas apresentados nas regras do concurso? Se o autor optou por usar uma das metas alternativas de design, ele conseguiu executá-la satisfatoriamente?
  3. Afinidade entre Regras e Conceito: o designer foi bem sucedido em sua proposta inicial? As regras representam de maneira apropriada o conceito do jogo? É possível jogá-lo de maneira funcional?

Se na Primeira Fase eliminamos os jogos que não se encaixaram em algum destes critérios, agora o objetivo será avaliar o quão bem cada um deles foi cumprido. Para cada um dos três critérios, o juiz convidado deve dar uma nota de 0 a 10, e a média das notas do juiz convidado com a dos avaliadores Seculares será a nota final do jogo. Além das notas, teremos outra avaliação, mais trabalhosa, e certamente mais valiosa: O juiz convidado também vai escrever uma análise qualitativa do jogo, uma espécie de resenha, na qual abordará seus pontos positivos e negativos, sempre levando em consideração os três critérios avaliativos acima. Pedimos explicitamente para os super juízes convidados que essa análise qualitativa tivesse um teor crítico, apontando pontos nebulosos, confusos, incoerências, não com a ideia de detonar o jogo, mas dar sugestões para torná-lo melhor ok? Então senhores participantes, se preparem para o impacto!

Dito tudo isso, é hora de conhecermos os juízes convidados, assim como seus respectivos jogos!

  • Antonio “Mr.Pop” Sá: O gênio maligno por trás da RedBox Editora. Conhecido por sua habilidade de vender gelo aos esquimós e miniaturas aos jogadores de Castle Falkenstein, vai avaliar os participantes Yggdrasil (Grupo 1) e O Mestre dos Vigaristas (Grupo 3).
  • Guilherme Moraes: Você já sabe: um dia seu filho vai acordar chorando no meio da noite, aterrorizado com seus sonhos envolvendo uma cidade ciclópica chamada R’lyeh, e a culpa será toda do Guilherme e sua Editora Retropunk. Enquanto este dia não chega, ele avalia Poliverso (Grupo 1), Tabula Rasa (Grupo 2) e Cosmonáufragos (Grupo 3).
  • Igor Toscano:  Criador do Quero Jogar RPG e da Butecagem RPG, o Igor é um dos pilares da comunidade de jogos em Belo Horizonte e terá como tarefa a análise do NEO-Zero (Grupo 1), Áureos (Grupo 2), e Arbítrio? (Grupo 3).
  • Marcos Silva: Um dos caras do Pensotopia, criador do podcast + RPG (e de uns outros dois ou três provavelmente), organizador do RPGênesis, e de mais um monte de coisas. Onde houver um microfone ou alguém pedindo uma opinião ele estará lá pronto para falar, e por isso mesmo pedimos que cuidasse do BIO.GODS (Grupo 1), ELES (Grupo 2), e Eva (Grupo 3).
  • Newton “Nitro” Rocha: Quando o primeiro livro de RPG chegou a Belo Horizonte o Nitro estava lá para recebê-lo. E  desde então ele não parou de jogar, mestrar em eventos, fazer podcasts, postar em blogs e criar seus próprios jogos e cenários. Esta enciclopédia do RPG vai encarar o Eu, Dragão (Grupo 2) e EQUILIBRIUM – As Crônicas Nexus (Grupo 3).

A sorte está lançada e as avaliações dos juízes já estão chegando em nossa caixa de email. Agora é só esperar até dia 8 para a primeira bateria de análises e avaliações!

 

 

 

12 comentários

  • Caramba! Olha essa equipe que a @Secular conseguiu reunir! O.O \o/

  • É incrível como no FVM deste ano a Secular elevou a fasquia, a comunidade respondeu em força ao desafio e agora a organização assume aquele que será talvez o melhor concurso de game design até agora!

    • Concordo em número, gênero e grau contigo, Ricardo. O que começou como uma brincadeira dos jogadores tornou-se algo de muita responsabilidade.

      Isso só aumenta a honra de ter participado de tudo isso, e a expectativa pelos vereditos dos juízes, um verdadeiro “All-Stars Team”. 😀

  • Thiago Edwardo (anonimo) disse:

    Absurdo isso, o igor é muito baixinho para ser pilar de qualquer coisa! E todos sabem que a única figura importante do rpg de bh é o Lich Mor

  • Livia disse:

    Muitíssimo foda a equipe!
    Todos gente gabaritada e que eu considero imparcial.

    Só fico triste por não ter nenhuma garota – não por sexismo dos organizadores, mas provavelmente por falta de candidatas, mesmo…

    • Secular disse:

      Ei Livia! É bem isso mesmo, mesmo nos criadores dos jogos participantes, acredito que este ano foram apenas duas garotas entre os mais de 50 autores.

      Fica aqui o convite para participar no ano que vem (aliás o Laboratório de Jogos tá aí, e mais uma vez seria ótimo ver uma garota puxando este debate por lá) :)

  • Sergio Maxjr disse:

    Uou! Baita ‘Dream Team’ do rpg nacional!

    Eu já dei uma olhada em muitos dos meus “concorrentes” (é muito jogo!!) e tenho que admitir, vários projetos ali me fizeram duvidar do potencial do meu próprio jogo (Equilibrium), tem muita coisa ‘massavéi’ (parafraseando o meu super-juíz!, Tio Nitro). Mas estou muito feliz por estar, mesmo que de forma tímida, fazendo parte da história do rpg no Brasil.

    Acredito que, a partir desta edição do concurso, muitos entusiastas e até mesmo editoras interessadas vão passar a dar mais atenção às pratas da casa.

    Nunca pensei dizer isso na minha vida, mas que segunda feira chegue logo!!

  • Fagner Lima disse:

    Ótimo time, tá até vontade de melhorar o jogo e reenviar antes da avaliação, rs.
    Sucesso para todos nós!

  • Muito obrigado pelo convite! :)